sexta-feira, 16 de abril de 2010

Esperando o amor chegar. O essencial é invisível aos olhos.


Turistas analisando 'MONA LISA", no museu de Louvre em Paris - França

16/04/2010 08h35
Esperando o amor chegar. O essencial é invisível aos olhos.
Jornal AN de Joinville
16 abr 2010
CRÔNICA
Esperando o amor chegar
O amor é algo que surge.
Não se explica.
Todos buscam.
Alguns encontram. Outros não.
Algumas vezes, surge rápido.
Outras, demora.
Pode ser na forma de uma pessoa.
Talvez de um filho ou namorado.
Outras vezes, um amigo ou ente querido.
Outros se afeiçoam perdidamente a um animal ou objeto.
São formas diferentes de amor.

Uma coisa é certa:

o amor brota inesperadamente.
Não sabemos por que amamos alguém.
Sabemos que amamos. Isso basta.
Tenta-se justificar racionalmente.
Uns dizem que é por causa da beleza.
Outros, pela inteligência ou ainda por um jeito de olhar ou sorrir.
Nenhuma dessas justificativas funciona.
Certamente existem pessoas mais bonitas, inteligentes e alegres do que aquelas que amamos, mas não é com essas pessoas que o laço se forma.

Normalmente, é com alguém insuspeito.
Tentar explicar é besteira.
Não se explica o que não é racional.
Já se disse que o coração tem razões que a própria razão desconhece.
Essa é a verdade.
É sentimento.
Não se explica.
Vivencia-se.

Não adianta forçar o amor.
Por mais que alguém se esforce, ele não acontece.
Não depende de esforço ou desejo.
Precisa de serenidade e preparação que somente a vida traz. Quanto mais se busca, mais distante ele fica.
Quando se deixa de procurar, ele surge.
Algumas vezes, está muito mais próximo do que poderíamos imaginar.

É que não adianta procurar com a visão.

O essencial é invisível aos olhos.
Só se encontra se olharmos com o coração.
Quem disse isso foi “O Pequeno Príncipe”.
É lugar-comum, mas é verdade.
Foi ele também quem disse que quando alguém que amamos chega às quatro, desde as três somos felizes.
Pensamentos simples, mas profundos para pensar enquanto esperamos.

Enquanto aguardamos, somente podemos preparar nossos corações, porque quando estivermos prontos para o amor, certamente a pessoa amada aparecerá.
Ver

 imagem em tamanho grande


marcelo@hargeradvogados.com.br
MARCELO HARGER | Advogado

Publicado por Beckhauser em 16/04/2010 às 08h35
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.laerciobeckhauser.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Esta crônica é muito interessante e por isto estou repassando neste RL.Marcelo Harger é advogado em Joinville - SC - Brasil
Beckhauser
Publicado no Recanto das Letras em 16/04/2010
Código do texto: T2200102

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.laerciobeckhauser.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Indique para amigos
Denuncie conteúdo abusivo

Comentários
16/04/2010 09:23 - Beckhauser
O essencial é invisível aos olhos. Existe em outras dimensões não perceptíveis pelos sentidos humanos. Cabe a nós, sentir profundamento e vivenciar, PROFUNDAMENTE, estes AMORES!

Um comentário:

Beckhauser disse...

O amor é válido em todas as dimensões.